Império dos Quatro Cantos

Festa com 211 anos
País: Portugal
Região: Açores
Local: Terceira
Concelho: A. do Heroísmo
Freguesia: 
Morada: Rua Recreio dos Artistas, S/N, Sé, 9700-160 Angra do Heroísmo
Ano da Fundação: 1810
Festa proposta por:
Nome: Junta Freguesia de Sé
E-mail: juntafreguesiase@gmail.com

O Império dos Quatro Cantos, da Freguesia da Sé, Concelho de Angra do Heroísmo – ilha Terceira, fica localizado na Rua Recreio dos Artistas. Trata-se de um imóvel construído no primeiro quartel do século XIX, nomeadamente, no ano de 1810 e reconstruido em 1916. Esta Irmandade celebra a sua festa em honra do Divino Espírito Santo, no Domingo da Santíssima Trindade – 2º bodo.

Os seus estatutos foram elaborados a 24 de janeiro de 1895 e homologados a 4 de fevereiro do mesmo ano.

O imóvel atual agrupou os impérios de madeira que eram erguidos para a celebração do culto ao Divino Espírito Santo nas ruas de Jesus e dos Canos Verdes, cujas coroas fazem parte integrante do seu património.

Esta Irmandade é constituída por um número aproximado de 50 irmãos zeladores e por um número ilimitado de irmãos de pelouro.

Para além da Mesa da Assembleia Geral, Mesa Administrativa e Conselho Fiscal, que são nomeados por três anos, existe a Comissão das Festas, nomeada por um ano, pela comissão de festas cessante. Esta deverá ser constituída por um Procurador, um Tesoureiro, um Secretário e pelo número de vogais a determinar pelo procurador, tendo que ser ímpar o número total de elementos deste órgão executivo.

Cabe à Comissão das Festas a organização do programa das festividades.

O programa das festas é constituído por duas partes distintas: uma de natureza religiosa e outra de caráter lúdico/cultural. A riqueza e a variedade das atividades que enformam o programa destas festividades, sobretudo as da área cultural, dependem, de ano para ano, das disponibilidades orçamentais existentes para o efeito.

As festas em louvor do Divino Espírito Santo, promovidas pelo Império dos Quatro Cantos, iniciam-se com a mudança da coroa para o Império e terminam na segunda-feira seguinte ao domingo da Trindade.

Do programa das festas, para além dos diversos eventos de natureza religiosa, constam outras iniciativas de índole cultural, como atuações musicais e atividades para os mais novos.

No que concerne à parte religiosa é recitado, durante todos os dias da semana, o terço no império, no qual podem participar todas as pessoas que o pretenderem fazer. No domingo da festa, acontece a habitual concentração junto ao império, donde sai o cortejo para a igreja. Este dirige-se para a Sé Catedral onde é celebrada a missa festiva de coroação. Terminado este ato litúrgico, o préstito regressa ao império e tem lugar a realização do bodo. Nesse mesmo dia, à noite, tem lugar a extração dos pelouros para o ano seguinte.

Durante a semana realiza-se o tradicional pezinho, havendo, no mesmo dia à noite (5ª-feira) a denominada “Ceia dos Criadores”. Ainda durante a semana, normalmente à sexta-feira, da parte da manhã, procede-se à distribuição de carne e, da parte da tarde, são doadas esmolas pelos mais necessitados, junto ao império.

O programa é ainda complementado com atuações de diferentes agremiações/agrupamentos musicais. Na segunda-feira, último dia da festa realiza-se, da parte da manhã, o bodo de leite e, da parte da tarde, uma série de atividades destinadas aos mais novos. Este dia é, normalmente, encerrado com a atuação de um grupo musical.


Enviar
Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. OK